On:
EAI, tudo bem? Eu sou a alone, dona desse blog todo bagunçado que fala de animes, música e outras coisas com muita zoeira, gifs e se não deu pra perceber, eu sou completamente apaixonada por hunter x hunter! Fique a vontade pra fazer uma bagunça aqui.
the black sky
[ alone, 16 anos e muita preguiça ]

2.10.18

algumas palavras para dias difíceis

 OLAAAAAAAA! E aí gente, tudo bem? A minha vida anda bem monótona e eu meio que fico agradecida já que algumas mudanças ocorreram ultimamente (como o fato de eu ter que mudar de casa, depois de mais de 10 anos vivendo no mesmo lugar), mas admito que estou um pouco aliviada já que o ultimo bimestre da escola começou e daqui a pouco vem as férias.
 Hoje eu vim trazer um tipo de postagem diferente aqui no meu belo bloguinho bagunçado. Eu, a Joana e a Yoo, resolvemos fazer um "projeto" de nós três onde fazemos cartas falando qualquer coisa que a gente sentir vontade. Eu tava me sentindo inspirada e fiquei muito feliz de poder fazer algo desse tipo com elas (eu amo demais essas duas, vocês não tem noção), então resolvi postar a primeira cartinha hoje! O nome é "Dois cafés e um descafeinado", porque a Yoo e a Joana gostam de café e eu não (desculpa galera), mas ficou muito amorzinho né?



 Eu realmente não sou uma pessoa positiva e fico imaginando como deve ser bom conseguir ver sempre o lado bom das coisas e fazer decisões sem ter tanto medo. Meu pessimismo ás vezes é tanto, que eu começo a enlouquecer aos pouquinhos e desistindo de certas coisas. 
 Devido aos meus problemas eu já ouvi muita gente me dizer que algum dia "tudo vai ficar bem" e eu mostrava um sorriso falso tentando acreditar naquilo de alguma forma, e por muito tempo eu me culpava porque eu queria acreditar em algo, queria ser capaz de sentir algo. Até hoje grande parte dos meus sentimentos acabaram indo embora, devido a tanta dor, mas apesar disso, agora eu consigo pensar que as coisas podem funcionar de alguma forma para mim. 
 Há dias em que não tenho vontade de sair da cama, que eu sei muito bem que não é uma simples preguiça. Há dias em que não tenho vontade de comer, e sei que não é porque eu comi direito no almoço. Há dias em que eu não consigo falar direito com ninguém porque eu sinto como se eu não tivesse o direito de respirar. 

 Realmente não estou fazendo o meu melhor, mas eu ainda estou aqui. Apesar de tudo o que você já passou, apesar de todas as lágrimas, dores e machucados você ainda esta aqui, caro leitor. Pode parecer bobagem, mas em momentos de solidão e desespero eu entendo como você se sente: como se você estivesse sozinho no universo e a única coisa que pudesse fazer é continuar flutuando sem rumo. Minhas palavras podem também não fazer sentido, mas muita coisa nesse mundo também não faz.
 Eu seria hipócrita ao dizer que esta tudo bem. Eu sei que não esta, mas qual é o sentido de desistir? Já que você esta aqui, tenho certeza que esta fazendo o seu melhor (e mesmo que não esteja, tá tudo bem, de verdade). O tempo passa muito rápido, não se dê o luxo de perder mais um segundo pensando em desistir, quando você poderia estar fazendo algo que ama nesse tempo. As vezes perdemos vontade de fazer algo que amamos, como cantar, desenhar, ou assistir algo que lhe era muito querido antes. E eu sinto muito que isso tenha acontecido a sua pessoa, eu sinto até demais.

 Eu acredito que todo mundo tem uma função no mundo. Todo indivíduo nasceu com algum motivo, alguma razão para estar vivo e tenho certeza que você vai conseguir descobrir o seu também. Eu estou procurando pelo meu, mesmo nos dias difíceis.

dedicado aos cafeinados de outro planeta.



you can fly away~

5 comentários:

  1. oi gabriela peluda ♡
    eu fico muito feliz que apesar de todas as mudanças e coisas confusas, tu esteja te sentindo aliviada. desejo-te boa sorte no início do semestre e devo compartilhar que estou muito contente por ter ido bem em física e programação (e no resto também, mas essas duas principalmente) e de sentir as coisas dando uma ajeitadinha. tô empolgada, porque mesmo não sabendo pra onde vou acho que vou pra algum lugar.

    eu entendo o conceito do sentimento, porque eu muitas vezes não sinto como se eu pudesse enfrentar os dias. perdi as contas de quantas vezes eu tenho fraquejado e deixado meus sentimentos à mostra recentemente - atitude que eu considero extremamente fraca e mesquinha de minha parte -, que tenho chorado e bem, quanto aos problemas com a alimentação tu já sabe. eu acredito de verdade que vamos conseguir sair dessa ainda, querida alome, mas ao mesmo tempo a ideia de nunca saber quando esse vazio devastador voltará a me assombrar é assustadora. eu não gosto de me sentir um lixo, de sentir como se não devesse respirar e coisas do tipo, e sei que tu também não gosta. apesar disso, desistir não é uma opção e eu fico feliz que tu tenha isso em mente. estou aqui sempre que tu precisar, e sabemos que q dona kanilla também.

    obrigada pela carta, é sempre bom te ter por aqui ♡

    ResponderExcluir
  2. Alome ♥

    Já estamos quase no final do ano, eu adoro essa época porque fico contando os dias para as férias. Fico feliz que esteja se sentindo mais aliviada.
    Eu cheguei a conclusão de que pessoas positivas são uma farsa, na verdade, elas precisam lembrar todos os dias de motivos para que possam continuar, não é um sentimento constante. E na verdade é bom saber disso, porque significa que em algum momento nós seremos positivas com alguma coisa e tudo bem não o ser na maior parte do tempo.
    Não diga que não está fazendo o teu melhor, pois não é verdade. O fato de lidar com esse turbilhão de sentimentos, de tentar não se fechar e falar sobre isso e ainda por cima dar apoio, só mostra o quão incrivelmente forte tu é, e o quanto tu está dando o teu melhor. Eu te agradeço por isso, te agradeço pelas palavras, pelo carinho, pela amizade.

    Essa cartinha aqueceu meu coração. Sempre aqui ♥

    ResponderExcluir
  3. Vem cá me abraça, realmente lhe compreendo. Eu sou uma pessoa extremamente pessimista e anti social, dês que o meu namorado foi estudar em outro pais não sair de casa uma única além do trabalho, e mau saiu do meu quarto, talvez o meu comportamento se deva ao facto deu ter depressão cronica.
    E cansativo ter que sorrir ou rir de uma situação que para você não teve significado só por educação, e cansativo termos que controlar o nosso pessimismo na hora de falar, pois as pessoas podem julgar estranho, basicamente somo obrigados entrar dentro de uma mascara só para poder conseguir conviver em uma sociedade. Não sei se você também se sente assim, sufocada. No trabalho, no grupo de familia, tudo nos sufoca. O meu unico ponto seguro nesse momento está longe, então tem sido muito complicado lidar com as crises.

    Espero que melhore flor, e que essa angustia suma da sua vida. Por favor não cheguei no ponto que cheguei (além de depressão cronica tenho anorexia), hoje com 23 anos tenho graves sequelas das coisas negativas que fiz a mim mesma.

    Com carinho Renata Prado | LuArtico |

    ResponderExcluir
  4. ALOOOOOME!!! ~provavelmente o apelido tá ultrapassado, mas eu vou ser tipo aquele personagem que volta do passado e não entende nada que tá acontecendo (que sou eu sempre, aliás).

    Moça, fiquei muito feliz de ver o seu comentário lá no meu brog, não acredito que você continuou me visitando mesmo depois do meu post anunciando o fim do blog! É sério isso ou foi coincidência? Eu nunca deixei de visitar você, mas sinceramente eu achei que você tinha me esquecido, então eu tô como? Claramente SUR-TA-DA!

    NOTA: Pra você ter uma noção que eu nunca te esqueci, eu assisti - bom, pelo menos comecei a assistir *emoji envergonhado e estapeando a cara* - HXH. Eu também me mudei (em agosto de 2017 e assim como você, me mudei pela primeira vez) e você sabe como são essas coisas de mudança, né? Levou quase 1 mês para instalarem a minha internet (pelo menos a minha demorou tudo isso). A minha sorte é que eu baixei o anime logo que você me indicou. Então todos os dias eu chegava do trampo, tomava um banho, jantava e corria assistir. E eu fiquei como? APAIXONADA! Mãaaas, minha vida aconteceu e eu assisti só até metade, mas eu não abandonei. Eu vou retomar e melhor que isso: vou recomeçar do zero, porque é muito amor ♥

    “eu amo demais essas duas, vocês não tem noção”. Por favor, alome-chan, me de amor também (https://animatedgifx.com/wp-content/uploads/2018/05/cute-crying-gif.gif)!
    “gostam de café e eu não”. Nem ia falar nada e ia fingir demência, mas eu também não gosto de café, mais um motivo pra você me dar amor, certo?
    *ciúmes instalado com sucesso, vamos para o comentário*
    "Algumas palavras para dias difíceis". Por causa desse título eu fiquei dias esperando o dia certo para ler essa postagem e se esse - o dia em que minha depressão tá me comendo viva - não é o dia certo, eu sinceramente não sei qual é. E quais palavras você tem para os meus dias difíceis, Alome? ~ sim, estou lendo o post e escrevendo o comentário ao mesmo tempo, porque é esse é meu jeito. ME DEIXA!

    [continua...]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente, é possível se sentir abraçada por um post? Porque sério, não sei nem se vou conseguir colocar em palavras o conforto que eu senti lendo esse hino.
      Moça, eu não sei se você tem depressão (desculpa, se você já falou sobre isso comigo, tenho memória de Dory), mas por me identificar horrores (muito mesmo, é até assustador. Eu poderia dizer que fui eu quem escrevi, porém não sei se usaria tão bem as palavras, pois está lindo) com tudo o que você escreveu, é inevitável não associar. E é justamente por isso que eu acredito que a sua mensagem será interpretada de vária maneiras diferentes. Eu, que tenho depressão, encontrei a coisa que eu mais tenho dificuldade em encontrar: conforto.
      Conforto, em saber que alguém entende a minha dor. Assim como você disse no início, as pessoas sempre dizem “é só uma fase”, "tudo vai ficar bem" mas para um depressivo não é uma fase e nunca passa, apenas ameniza. Esse é o mais longe que podemos chegar, pois a depressão não é como a tristeza. A tristeza é a negatividade exterior agindo sobre você (quando algo triste acontece) e a depressão é a negatividade impregnada em todo o seu ser. E como se remove isso de dentro de você? E a resposta para isso é como você disse, “mas qual é o sentido de desistir, já que você está aqui?” O melhor é seguir em frente, tentar viver da melhor maneira que conseguirmos, dando nosso melhor todos os dias e nos agarrarmos nas pequenas coisas, nos pequenos gestos, qualquer coisa que possa manter, nem que seja por alguns momentos o mal longe. Como o Gandalf disse: “Saruman acredita que apenas um grande poder pode manter o mal sob controle. Mas não foi isso que descobri. Eu descobri que são as coisas pequenas, os feitos diários das pessoas comuns, os simples atos de bondade e amor, que mantêm o mal afastado”.
      Para finalizar, obrigada por escrever esse post e principalmente essa frase “ As vezes perdemos vontade de fazer algo que amamos, como cantar, desenhar, ou assistir algo que lhe era muito querido antes. E eu sinto muito que isso tenha acontecido a sua pessoa, eu sinto até demais.”. Já disse o quanto me identifiquei com suas palavras, mas foi nesse trecho em que eu realmente me senti acolhida. Muitas pessoas não entendem o que é desistir das coisas que a gente mais ama, simplesmente pela necessidade incontrolável de ficar numa cama e não fazer mais nada, pois elas não entendem, elas não conhecem esse “limite”. O limite no qual estamos tão familiarizados. O limite de todo sofrimento e dor que estamos passando.
      Até mais, Alome, espero te ver por aqui de novo.

      PS: Música fod*. Complementou super o texto.

      Excluir